Farinha de Maracujá

14690893_1492425264104482_207917064396697548_nDicas Nutricionais de hoje, vamos falar um pouco sobre a Farinha de Maracujá, fornecida por nossa nutricionista, Dra. Ana Carolina Magalhães do Nascimento, CRN nº 39552.

FARINHA DE MARACUJÁ

Doutora, como é feita a farinha de maracujá?
A farinha de maracujá é feita a partir da parte branca da casca, que é a porção mais rica em nutrientes, como fibras, vitamina B3 (niacina), ferro, potássio, cálcio e fósforo. Uma das maiores características da casca do maracujá é a maior quantidade de fibras. Ela chega a ter 10 vezes mais esse nutriente, do que a polpa. E a principal fibra é a pectina, que se transforma em um gel no estômago e traz diversos benefícios à saúde.

Doutora, quais os benefícios da ingestão da farinha do maracujá?Um dos seus benefícios é a saciedade,havendo dessa forma o emagrecimento, poisa pectina é uma fibra insolúvel e ao formar o gel é capaz de reter por mais tempo o bolo alimentar no estômago e intestino, tornando mais lenta a absorção dos nutrientes nele contidos, dando a sensação de saciedade por mais tempo, evitando um maior consumo calórico. Além do mais, a pectina torna a absorção da glicose mais lenta, ocorrendo uma menor produção do hormônio insulina, que é responsável por levar o açúcar do sangue para dentro das células. E como esse hormônio ativa a deposição de células de gordura no tecido adiposo,levando ao aumento da gordura corporal, com sua produção em menor quantidade, diminui essa deposição de gordura nas células e por consequência, ocorre à redução de peso. Também reduz a absorção do colesterol e triglicerídeos, pois se liga a essa gordura e auxilia na digestão devido à fibra, facilitando a passagem do bolo alimentar pelo intestino grosso, otimizando o trânsito intestinal, onde ocorre a fermentação da mesma, estimulando a microbiota.

Doutora, como deve ser consumida?
Pode ser consumida cerca de 30 minutos antes das refeições, para trazer saciedade e evitar o exagero ao comer. Mas também pode ser consumida nas preparações, polvilhada em frutas, dissolvida em sucos, batidas de frutas, iogurtes, sobre os próprios alimentos, dentre outras formas. A recomendação diária é de 2 colheres de sopa, rasas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.