Como evitar sufocamento em bebês

No Endocard News de hoje, o Dr Pedro Marcitelli Neto, especialista em pediatria na Endocard Medicina Diagnóstica, fala sobre como evitar sufocamento em bebês.
O sufocamento não intencional é a principal causa de morte por lesão em crianças menores de 1 ano nos Estados Unidos, sendo 82% atribuíveis a sufocamento acidental e estrangulamento no leito.
Principais causas do sufocamento infantil:
1- Camas macias (69%) Via aérea obstruída por colchão, cobertor, travesseiro ou almofada

2- Sobreposição (19%) – Via aérea da criança obstruída por sufocamento provocado por um corpo de um adulto (ex: a mãe adormecer durante a amamentação em cima do filho)

3- Aprisionamento (12%) – Via aérea obstruída por compressão entre objetos inanimados

A idade mediana na morte em meses variou de acordo com o mecanismo: 3 meses para cama macia, 2 para sobreposição e 6 para aprisionamento. As mortes por colchões moles ocorreram com maior frequência em uma cama de adulto (49%), de barriga para baixo (82%), e com um cobertor (ou cobertores) obstruindo a via aérea (34%).

COMO EVITAR?
A posição mais segura para um bebê dormir é de barriga pra cima, em uma superfície firme não compartilhada, como um berço no quarto dos cuidadores sem objetos macios ao redor (sem cobertores, travesseiros e ursinhos de pelúcia, por exemplo).

Acesse também a postagem em @oseupediatra .

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.